Biomédico explica como proteger as crianças do coronavírus com a volta às aulas

Mesmo com pandemia a todo vapor, diversos estados estudam medidas para a retomada do calendário letivo


O Brasil tem quase 2,5 milhões de infectados segundo as últimas atualizações do Ministério da Saúde. Apesar disso, alguns estados reabriram o comércio e estudam a volta às aulas nas redes públicas e privadas — com início ainda no segundo semestre deste ano. A discussão gera apreensão entre os pais, que temem que os filhos possam ser trazer o vírus da escola para casa. 


Devido a fatores como idade e entendimento quanto a dimensão da pandemia, as crianças podem apresentar maiores dificuldades para se adequar as novas regras de higiene e convívio, explica o biomédico Gabriel Magalhães. Porém, segundo o especialista, a melhor forma de instruir os pequenos é de forma simples e direta.


 A comunicação deve ser baseada em como se proteger da doença, por isso, ressaltar o número de mortos, por exemplo, pode gerar pânico na criança. “Os pais podem informar que é um vírus que se propaga pelo ar, como tantas outras doenças que já são comuns ao cotidiano deles. Porém, essa precisa de alguns cuidados a mais, como o uso de máscara e álcool em gel”, elucida Gabriel.


Os pais precisam ressaltar a importância do uso da máscara durante toda a permanência no ambiente escolar, tirando-a apenas se precisar comer ou beber água, porém sempre distante dos colegas. Mascaras lúdicas, com desenhos ou personagens que a criança goste, ajudam a não haver resistência para usá-las, recomenda o biomédico.


Outro ponto é quanto a cumprimentar os colegas. As crianças devem estar cientes de que não é permitido abraçar, beijar ou tocar os amigos da escola. “Os pais devem ainda orientar as crianças quanto a higiene respiratória. Dessa forma, ensine-as a cobrir a boca com a dobra do cotovelo ao tossir ou espirrar ou ainda com o lenço de papel, que deve ser descartado na lixeira mais próxima”, orienta.


Para ensinar as crianças a manter o distanciamento correto, os pais podem pedir para que ela estenda o braço e explicar que aquele é o espaço de segurança entre ele e o amigo. “Assim, sempre que interagir, a criança vai assimilar que o espaço de distanciamento é de um braço. Isso traduz de forma lúdica as unidades de medidas que estamos cansados de ouvir e que podem ser confusas para eles”, explica.


Higiene


Lavar as mãos é uma das medidas mais eficazes para a prevenção da Covid-19. Por isso, crianças precisam entender tanto a importância quanto a forma certa de higienização. “Os pais podem orientar que é preciso cantar parabéns duas vezes ao lavar as mãos, o que os ajuda a assimilar o tempo. Da mesma forma os movimentos, orientando-os a lavar os pulsos, o espaço entre os dedos e também as palmas das mãos”, orienta.


Outra forma divertida é mostrando a limpeza eficiente com o auxílio de uma tinta guache. A criança suja as mãos com a tinta e deve lavá-las de olhos vendados, da forma que o responsável ensinou previamente. Segundo o biomédico, desta forma, o ensino vira uma brincadeira, na qual o objetivo é deixar as mãos limpas mesmo sem conseguir vê-las.


Outro ponto é quanto a chegada em casa. Tirar os sapatos, lavar as mãos e tomar banho devem ser prioridade ao chegar no conforto do lar. “A criança deve fazer dessas medidas, um hábito”, diz Gabriel Magalhães.


Saber comunicar


Outro ponto é ensinar a criança a comunicar possíveis sintomas, tais quais febre, tosse e dificuldade para respirar. “É importante também, educar as crianças quanto a empatia. Saber consolar alguém que está doente mesmo de longe, por meio de ligações, por exemplo. Isso pode diminuir o sentimento de angústia que muitos vêm sentindo”, argumenta.



Fonte: Jornal Noroeste

 
Veja Mais:

  • 13/01/2021 - Motorista de ônibus aciona a PM após ter dinheiro ...

  • 08/01/2021 - Vídeo do Youtuber de Paranavaí, Derick Silvério, é...

  • 08/01/2021 - Baratas invadem cidade mineira e vídeos viralizam ...

  • 08/01/2021 - Vacinação no Paraná começará em janeiro, alinhada ...

  • 30/12/2020 - Japonês adota crocodilo de 2 metros como "animalzi...

  • 29/12/2020 - BOLINHO DE BACALHAU

  • 29/12/2020 - Médico britânico se autoproclama dono de Marte e a...

  • 28/12/2020 - FALSA BACALHOADA

  • 28/12/2020 - Mulher se joga ao mar para salvar barris de cervej...

  • 28/12/2020 - Apple deve lançar óculos smart com lente especial

  • 16/12/2020 - Menino gasta secretamente R$ 82,5 mil em game com ...

  • 15/12/2020 - ARROZ À GREGA

  • 15/12/2020 - Menina de 5 anos prende a cabeça em panela de pres...

  • 09/12/2020 - Prefeito de Maringá Ulisses Maia firma parceria pa...

  • 30/10/2020 - Nova Esperança FC fará amistoso contra o ACP

  • 30/10/2020 - QUEDA DE ENERGIA AFETA ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM BA...

  • 28/10/2020 - Gata aprende a abrir torneira e deixa casa inundad...

  • 28/10/2020 - Gato ’pega carona’ em caminhão e viaja...

  • 21/10/2020 - Americano acha mensagem em garrafa lançada ao mar ...

  • 21/10/2020 - Vespas ’ajudam’ polícia a prender fugi...

  • 21/10/2020 - Casa com pintura de emojis é posta à venda após po...

  • 20/10/2020 - Homem come 71 cachorros-quentes em 10 minutos e ve...

  • 20/10/2020 - Golden retriever protege menina de 2 anos de bronc...

  • 13/10/2020 - Homem é preso após morder cachorro nos EUA

  • 13/10/2020 - Cachorros entram em agência bancária em Ubá para f...

  • 13/10/2020 - Cabra espanta vilareijo após ser vista andando com...

  • 07/10/2020 - Cachorro ’sequestra’ carro policial no...

  • 29/09/2020 - Bebê nasce durante voo e ganha passagens gratuitas...

  • 29/09/2020 - Prédio coreano amanhece 5 vezes mais torto que Tor...

  • 29/09/2020 - Papagaio leva choque e é salvo com massagem cardía...