Domingo, 16 de Fevereiro de 2020
::: HISTÓRIA VIVA DE NOVA ESPERANÇA



ESPECIAL 59 ANOS

IRMÃ DOMINGAS BROTTO



Nascida em 27 de dezembro de 1925, em Curitiba, a pioneira Irmã Domingas Brotto chegou à Nova Esperança em 06 de janeiro de 1959 não apenas a missão de promover a educação cristã através da escola, mas também evangelizar e desenvolver ainda mais o cristianismo na região. Foi recepcionada em sua chegada pelo Bispo D. Jaime e pelo padre José Roldan, que a apresentou à comunidade através de uma celebração eucarística. Chega com a missão de dar continuidade à Escola Paroquial N. Srª da Esperança, hoje Colégio Coração de Jesus, instituição que presta, há várias décadas, relevante contribuição à sociedade novaesperancense, nas suas mais diferentes culturas e etnias.
Sempre que se fala de história, lembramos da chegada dos desbravadores; irmãs, pioneiros, os meios que usaram para chegar ao local, a pedra fundamental, as primeiras construções, o primeiro nome da missão, as transformações ao longo dos anos. Dentre esses inúmeros pioneiros, uma pessoa de destacada presença na história de Nova Esperança sem dúvidas é a Irmã Domingas Broto, cuja história se confunde com a da colonização do município que, no dia 14 de dezembro, comemora 59 anos de Emancipação Política.
ESCOLA DE MADEIRA
Por vontade e iniciativa do Padre José Roldan, 1º vigário do município, surge na atual Praça da Igreja Matriz, uma escola de madeira, resultado da transformação de 3 barracas de quermesse em salas de aula. Essa escola recebeu o nome de Escola Nossa Srª da Esperança, mantida pela Paróquia.
A primeira diretora foi Mítico Komoguchi e as primeiras professoras foram: Julieta Mesquita, Rita Mercedes Amorim e Terezinha Zeferino, entre outras. Era o ano de 1958.
O Pároco, por ter muitos compromissos, interveio com pedidos de ajuda na administração da Escola, junto ao Bispo Diocesano D. Jaime Luiz Coelho
No dia 06 de janeiro de 1959, as primeiras Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus eram festivamente recebidas na Paróquia Sagrado Coração de Jesus em Nova Esperança. Foram recebidas pelo Pároco, por D. Jaime, Pedro Zanusso (prefeito municipal), outras autoridades locais e por toda a comunidade ansiosa.
As Irmãs escaladas para a fundação foram: Ir. Ciríaca Rampo, superiora; Ir. Domingas Brotto e Ir. Romualda Juliani.
Para as Irmãs que permaneceriam aqui, a viagem demorou 23 horas. Fora feita de Jeep de Curitiba até Nova Esperança e a demora deveu-se ao mau tempo. No início de fevereiro começaram as matrículas e as aulas tiveram início no dia 16. Além das atividades escolares, as Irmãs Apóstolas servem a população da cidade, prestando serviços de assistência social no município, nas diversas pastorais da Paróquia.
O número de alunos foi aumentando e a pequena Escola de madeira já não atendia a todas as necessidades. Inicia-se então a construção do Colégio N. Srª da Esperança, de alvenaria, com o lançamento da Pedra Fundamental no dia 15 de fevereiro de 1959.
Em março de 1959 foi organizada pelo Vigário com aprovação do Bispo, uma comissão que se encarregaria de angariar fundos para a construção do Colégio, a qual ficou assim constituída: Presidente: Nelson Cardoso Silveira, Secretária: Ir. Domingas Brotto, Tesoureira: Ir. Ciríaca Rampo; Membros: Srs. Benedito Silveira, João Martins Salvático, Jorge Nagaoka, José Fillus e Miran Pirih.
Embora houvesse muitas dificuldades, tais como falta de água encanada, luz elétrica, não faltava boa vontade das pessoas envolvidas.
No começo de 1960, a Escola foi transportada do pátio da Matriz para o terreno próprio do Colégio. Ao lado da Escola (provisória), os próprios alunos, oriundos tanto da zona rural quanto urbana, auxiliaram no transporte de material em suas horas de folga. O prédio ficava pronto e era necessário ampliar os cursos. Em 1965 surge o Curso Ginasial, com a denominação “Ginásio Coração de Jesus”. As duas Escolas que funcionavam sob a mesma direção (Ir. Domingas) e no mesmo edifício fundiram-se com a denominação de “Colégio Coração de Jesus”. Em 1975, sob a direção da Ir. Carmelina Massarotto, fica reconhecido o curso pré-escolar e a Escola passa a denominar-se Escola Coração de Jesus.
Atualmente Irmã Domingas continua fazendo parte da comunidade religiosa, residindo nas dependências do Colégio, sempre amada e admirada por todos. A pequenina Escola, hoje Colégio Coração de Jesus, atende mais de 800 alunos da Educação Infantil ao Ensino Médio, oferecendo uma educação de qualidade que passa pelo “Coração”.
Apoio de divulgação:
Hotel Gonville
Guia Celular
Gontintas


Fonte: Da Redação / jornalnoroeste@homenett.com.br

 
Veja Mais:

  • 09/11/2018 - "Projeto Vida Nova" contempla sete Famílias no Mun...

  • 31/10/2018 - Uniflor é destaque do Programa “Plug” RPC/Rede Glo...

  • 31/10/2018 - Rodovias devem receber mais veículos a partir dest...

  • 26/10/2018 - Presidente Castelo Branco realiza palestras de Edu...

  • 25/10/2018 - Paraná é escolhido para pesquisa inédita do Minist...

  • 19/10/2018 - Presidente Castelo Branco realiza festa em comemor...

  • 11/10/2018 - Movimento vai aumentar 20% no feriadão

  • 28/09/2018 - Parceria entre município e Banco do Brasil rende R...

  • 21/09/2018 - Revitalização da Avenida das Flores entra na etapa...

  • 21/09/2018 - Uniflor recebe novo caminhão coletor de resíduos r...

  • 18/09/2018 - Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do...

  • 18/09/2018 - I Fórum de Discussões com o tema: as atribuições d...

  • 06/09/2018 - Alto Paraná cria Associação das Indústrias Movelei...

  • 04/09/2018 - Bar de Maringá reúne amantes do RPG

  • 31/08/2018 - Como atividade coletiva, suinocultura é viável par...

  • 27/08/2018 - Corpo de músico fundador do grupo Gralha Azul é en...

  • 21/08/2018 - MPPR garante na Justiça bloqueio de bens de prefei...

  • 17/08/2018 - Justiça determina que prefeita de Paranacity deixe...

  • 17/08/2018 - Presidente Castelo Branco realiza “arrastão de lim...

  • 07/08/2018 - Matogrosso e Mathias comemoram 40 anos de carreira...

  • 03/08/2018 - Faltam 05 meses: Abertura do trevo do “Sonrisal” ...

  • 03/07/2018 - 29ª Festa das Nações de Floraí é sucesso de públic...

  • 03/07/2018 - Paiçandu firma convênios com o Estado que somam R$...

  • 29/06/2018 - Rob Nunes: vitória com sabor de mel

  • 29/06/2018 - Floraí realiza a 29ª Festa das Nações que moviment...

  • 26/06/2018 - Uniflor inaugura Unidade Básica de Saúde “Pedro Es...

  • 26/06/2018 - Mobilização contra o trabalho infantil em Presiden...

  • 22/06/2018 - Novo prédio da UBS será inaugurado com show de Rob...

  • 22/06/2018 - Prefeito Miro visita cooperativa de reciclagem

  • 15/06/2018 - 4ª Festa das Nações: cultura, gastronomia e solida...

  •  
    © Jornal Noroeste - Escrevendo a história de Nova Esperança e região desde 1985
    Rua Governador Bento Munhoz da Rocha Neto, 352 - Sala 101 - Nova Esperança, PR - CEP 87600-000 - Fone 044 3252 3509
    Desenvolvido por Hnet Websites